MBA fora da sala – Por que criei o FMCG Club?

Por Igor Souto Araujo

Grande parte dos alunos de MBA tem o mesmo objetivo, mudança de carreira. E comigo não foi diferente, antes mesmo de vir para a IE eu entrei em contatos com alumni de diversos intakes para ter maior entendimento do curso e poder aproveitar as oportunidades da melhor forma possível. A partir desses contatos recebi uma importante informação que é o seguinte:

  • Procure não fazer grandes mudanças de uma só vez. Ou seja, se pretender mudar de país e indústria, procure pelo menos manter uma área de atuação que você tenha conhecimento ou experiência prévia. E por aí vai, o quanto antes decidir a área e indústria que tem interesse, é melhor pois você está mais direcionado e tem maior foco.

Se você é um “soul searcher” (ainda em busca do que quer fazer): não tem problema, você vai ter contato com pessoas de diversas áreas e indústrias e vai poder fazer a sua escolha e, lembre se, nada é definitivo. Se precisar, ajuste o plano e mude novamente.

E foi assim que comecei a focar na indústria de bens de consumo. Como não tenho experiência diretamente na indústria, já tive atuação em áreas relacionadas, clientes etc, então tracei o plano de ação. Primeiramente, preciso ter maior participação na indústria e aumentar o meu networking, logo, procurei na IE Business School o clube FMCG (Fast Moving Consumer Goods), pois sabia que lá eu teria contato com pessoas da indústria e conseguiria mais informação se estava no caminho certo e o networking. Foi o primeiro clube que apliquei para fazer parte, me causou estranheza o fato de que não tinha retorno sobre atividades.

FMCG

As empresas de Bens de Consumo são responsáveis pelas principais marcas do mundo, é uma indústria que está em constante mudança e evolução.

Portanto, fui no escritório da escola para questionar o motivo e o que poderia ser feito pois muito me interessa esse tema. Com isso também acharam estranho pois o clube estava inativo, logo perguntei o que eu poderia fazer para reativar FMCG logoo clube. Elaborei uma proposta com a ideia do clube e consegui mais de 50 assinaturas de interessados (precisava de 25).

Isso foi em Janeiro, nos meus primeiros dias em Madrid, desde então estamos mantendo uma média de pelo menos um evento por mês, seja para happy hour para networking, reuniões, eleições para coordenadores, tour em empresas (como Amazon) etc. E vamos buscar melhorias, expandir e no final do ano conseguir certificado como um dos melhores clubes da IE. Dessa forma se torna um ciclo virtuoso e com resultados positivos para todos.

Amazon Tour - Abril[6707].jpeg

O que aprendi com isso?

Empreendedorismo, e não é sobre ser criativo e ter ideias, tanto que muitos empreendedores começaram negócios copiando e melhorando conceitos anteriores, empreendedorismo é sobre ter uma ideia, estabelecer um processo e executar um plano para que seja colocado em ação, e para isso precisamos de mobilização, engajamento e formar um time.

Se isso da trabalho? Sim, e principalmente no começo. Hoje, com time de coordenadores formados e clube formado, o objetivo é compartilhado e isso é muito importante. Isso é só o começo, mas já é muito gratificante e vamos desenvolver daqui pra frente.

Obrigado, forte abraço.
Igor Souto Araujo

Anúncios