Minha primeira experiência com realidade virtual

guilherme_ubiali_realidade_virtual.jpg
“La realidad virtual será la tecnología protagonista del año”. Foi após ler esta frase em um e-mail encaminhado por um colega de MBA  que decidi aprender mais sobre o assunto. Afinal, como a realidade virtual, prevista como “protagonista de ano”, poderia ser totalmente desconhecida para mim? Até aquele momento o meu maior contato com realidade virtual se limitava a saber que ela existia, hoje eu sou um defensor dessa frase.
Por trás dessa curiosa afirmação estava o Espaço Fundação Telefônica de Madri, um local conhecido por trazer inovação estava prometendo a criação de um espaço, um showroom, dinâmico e vivo para que qualquer um pudesse interagir com as últimas tecnologias do setor. Fiquei super animado com a oportunidade e corri para me inscrever, para minha tristeza estava lotado por 15 dias. A mesma frustração ocorreu na semana seguinte e na seguinte. Até que na quarta tentativa eu consegui! Os ingressos esgotaram cinco minutos depois.

O evento foi incrível, no quarto andar, onde fica instalado o workshop, fui recebido por dois profissionais simpáticos que logo me explicaram como seria minha viagem virtual e alertaram o cuidado para cardíacos (hein?!). Sentei em uma cadeira, coloquei os óculos e entrei em uma experiência que mudou a minha percepção de realidade. Imediatamente eu estava em um barquinho, na Índia, segundos depois um elefante se aproximava de mim. Com um piscar de olhos eu aparecia em uma apresentação do Cirque du Soleil, depois um enorme dinossauro vinha me dar um oi e eu terminava em uma bela viagem pelo espaço.
A perfeição dos detalhes é algo encantador, a sensação de imersão oferecida pelos óculos, completada pela sonorização perfeita do fone, me davam a certeza de que eu tinha sido transportado para outro mundo (agora entendi a questão do cardíaco), praticamente era possível tocar. Mas o mais interessante é que durante a imersão na realidade virtual a gente esquece completamente do mundo “lá fora” e vive uma experiência que te leva a duvidar dos seus sentidos, algo que não dá para descrever totalmente em palavras. Sem falar no “baque” que é voltar ao mundo real.
Saí tão maravilhado de lá que eu resolvi comprar um Óculos Gear para mim e participar mais desse mundo. Tenho certeza que em breve a realidade 3D fará parte do dia a dia de todos. Já existe na Espanha um restaurante usando essa tecnologia, mas vejo que em breve ela estará presente em todas as indústrias. Você poderá visitar seu apartamento e vê-lo decorado quando ele ainda estiver na planta. Participará de aulas em qualquer universidade do mundo, sentando na sala de aula e interagindo com os colegas. Viajará pelo mundo sem precisar sair do sofá. Qual será o limite desta tecnologia? Viveremos em uma Matrix no futuro? Vamos aguardar os próximos capítulos.
vr6.jpg                    Imagem Divulgação
Um abraço e até breve.
Gostou do tema? Leia mais sobre tecnologia aqui: O que você faria se trabalhasse com IoT?
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s